Meu Twitter

quinta-feira, 24 de maio de 2018

Alergia a Esmaltes


Alergia a Esmaltes
Alergia a Esmaltes

O esmalte, além de deixar nossas unhas bonitas, auxilia no fortalecimento e protege de agressões diárias. Mas o que a maioria das pessoas não sabe é que ele pode sim causar alergias. E hoje em dia, com tantas opções em cores e marcas, ter alergia a esmaltes é realmente lastimável!


Os principais causadores de reações alérgicas estão presentes na resina do esmalte, que têm como função dar a aderência e a durabilidade ao produto. Outro causador de reação alérgica é o tolueno (solvente da fórmula tradicional de esmaltes) e a mica (um pigmento utilizado nos esmaltes cintilantes e perolado).

A alergia ao esmalte, embora não tenha cura, pode ser controlada usando esmaltes antialérgicos ou adesivos de unha, por exemplo.

Você tem alergia a esmaltes?
Os tipos de alergia variam de pessoa para pessoa. A mais comum é a chamada dermatite de contato: uma reação inflamatória na pele, que pode ocorrer nas cutículas e também nas pálpebras, pelo contato do esmalte com a pele fina e sensível dessas regiões.

Alergia a Esmaltes
Quais os sintomas?
Para identificar a alergia ao esmalte, é importante estar atento ao aparecimento de alguns sintomas como:

Unhas frágeis, que lascam e quebram facilmente;
Pele avermelhada com bolinhas ao redor das unhas, olhos, face ou pescoço.
Coceira e dor na pele dos dedos, olhos, face ou pescoço.
Bolhas de água nos dedos.
Pele seca e descamativa nos dedos, olhos, face ou pescoço.
Em caso de alergia ao esmalte, nem todos os sintomas precisam estar presentes. Por isso, caso verifique que as suas unhas estão fracas ou quebradiças sem razão aparente, ou caso sinta vermelhidão ou coceira na pele, deve-se consultar o dermatologista logo que possível.

Lembre-se, porém, que unhas fracas e quebradiças nem sempre são sinônimo de alergia ao esmalte, podendo estar associadas a outros fatores como uso constante de unhas de gel ou devido a doenças como anemia.


Alergia a Esmaltes

Tratamento para a Alergia
Uma vez que não existe cura para a alergia ao esmalte, havendo apenas a opção de usar remédios antialérgicos que diminuem os sintomas, existem algumas dicas e alternativas que podem ajudar a evitar a alergia como:

Trocar de marca de esmalte, pois a alergia pode ser a certos componentes de marcas específicas.
Usar removedor de esmalte hipoalergênico, nunca acetona, pois esta pode agravar a reações de alergia na pele, podendo mesmo ser irritante para a pele.
Utilizar esmaltes sem Tolueno ou Formaldeído, os principais químicos causadores da alergia ao esmalte;
Utilizar esmaltes hipoalergênicos ou antialérgicos, feitos sem substâncias que possam causar reações de alergia.
Usar adesivos para unha para decorar a unhas, ao invés de esmalte.
Medicação para Alergia a Esmaltes
O tratamento para alergia a esmalte de unha ou dermatite de contato é feito através de medicações para controlar as lesões, como em qualquer outra alergia.

Caso seja confirmada a alergia, o médico poderá então iniciar o tratamento com remédios antialérgicos (como Loratadina ou Allegra), ou com corticoides (como Betametasona), que servem para aliviar os sintomas da alergia. Estes remédios podem ser usados na forma oral em comprimidos, ou na forma de pomada para aplicar diretamente na pele.

Alergia a Esmaltes
Esmaltes Hipoalergênicos
A fórmula dos hipoalérgicos foi criteriosamente elaborada para garantir saúde, beleza e bem-estar ao público feminino. Essa linha de produtos se diferencia das demais porque apresenta uma menor quantidade de substâncias químicas, em especial o tolueno e o formaldeído, dois componentes que podem causar irritações e alergia. Os esmaltes hipoalergênicos possuem fórmula enriquecida com cálcio, durabilidade e secagem rápida.

Algumas sugestões de produtos que possuem a opção hipoalergênicos ou não causam alergia:

Esmalte Risqué
Base Mavala
Removedor de Esmalte Impala
Esmalte Hipoalergênico Impala
Algumas pessoas mais sensíveis podem apresentar reações alérgicas mesmo aos esmaltes hipoalergênicos, pois hipoalergênico não significa estar 100% dos alérgicos. A leitura atenta de rótulos dos esmaltes é sempre recomendada. É interessante ficar de olho na composição de bases e removedores de esmalte. Unhas acrílicas também podem provocar alergia.

Óleo de Jojoba


Óleo de Jojoba
Óleo de Jojoba

A jojoba é uma planta parecida com um arbusto e é nativa da América do Norte. O fruto dado pela jojoba é parecido com um feijão, esverdeado e oval e que, quando retirada a casca, apresenta sementes em seu interior.


A partir do grão da jojoba é possível extrair o óleo. A produção do óleo do grão de jojoba era apenas um interesse das tribos nativo americanas, sendo usado para tratar ferimentos e problemas na pele. Depois, devido aos seus diversos benefícios, seu uso tornou-se muito amplo, principalmente na indústria cosmética.

Os grãos são colhidos manualmente. As cascas são retiradas e as sementes são prensadas a frio para a extração do óleo vegetal, que também é conhecido como uma cera líquida. A prensagem a frio não interfere na composição do óleo, mantendo assim seus nutrientes.

Óleo de Jojoba

Composição do Óleo de Jojoba
O óleo de jojoba é composto por vitaminas A, B1, B2 e E, ácido mirístico, mas sua composição é quase que exclusivamente dada pela ceramida, presente em 96% do óleo. A ceramida é um tipo de lipídio encontrado naturalmente entre as escamas dos cabelos.

Além das propriedades emolientes e umectantes da ceramida, a vitamina E presente no óleo confere efeito antioxidante, e o ácido mirístico proporciona ação anti-inflamatória e protege de irritações.

Óleo de jojoba também é fonte de vitaminas do complexo B, como é o caso da vitamina B5. O nutriente, que também é conhecido pelo nome de ácido pantotênico, ajuda no tratamento de reações na pele causadas pela radioterapia, além de poder acelerar o processo de cura de cortes e feridas.

Óleo de Jojoba
Benefícios para a Pele
Excelente para hidratar a pele seca, a pele absorve o óleo rapidamente sem deixar pegajosa.
O óleo de jojoba, por ser composto de ésteres de cera, é muito semelhante ao sebo produzido pela pele humana, sendo facilmente absorvido e dificilmente provocará algum tipo de alergia. Ele tem a capacidade de regular a produção de sebo, equilibrando para que não haja um excesso ou pouca produção. Por esta razão, o óleo é muito aplicado nos cosméticos para tratar espinhas, controlar a oleosidade e também para hidratar peles secas.
Previne a aparência de linhas de expressão e ajuda na cicatrização da pele
Previne o envelhecimento precoce da pele
Efeito antimicrobiano, impede o desenvolvimento de infecções bacterianas e fúngicas na pele.
Óleo de Jojoba

Benefícios para os Cabelos
Entre os benefícios do óleo de jojoba ainda estão os de ajudar a reabastecer a hidratação dos cabelos, melhorar a estrutura dos fios, tratar o couro cabeludo seco e combater a caspa.


Ele também é apresentado como algo que pode auxiliar na suavidade e brilho dos cabelos, além de contribuir com a eliminação do frizz de maneira natural.

No couro cabeludo, resíduos de condicionador, cremes e outros produtos podem se acumular, e quando a limpeza não é feita adequadamente, as películas ficam juntas umas às outras na superfície, dificultando a troca de células e o sebo fica encravado, provocando o endurecimento dos folículos.

O fato é que o sebo encravado no couro cabeludo impede o crescimento dos fios. Relatos afirmam que o óleo de jojoba ajuda no crescimento dos cabelos. O que de fato acontece é que o óleo dissolve esses sebos desobstruindo e oxigenando o couro e, assim, poderá produzir novas células que farão com que o cabelo cresça.

Além disso, o óleo é lubrificante, umectante e emoliente que amacia e nutre os cabelos quebradiços e é ótimo no tratamento de caspas. Como umectante, pode ser usado antes da lavagem dos cabelos, puro ou misturado com cremes de hidratação. É bom contra caspas — para dissolução dos sebos, deve ser aplicado somente na sua forma pura, diretamente no couro cabeludo, massageando-o. Também pode ser usado como finalizador. Com apenas duas gotas de óleo aplicadas nas pontas dos cabelos, as pontas espigadas e o frizz são amenizados.

Óleo de Jojoba

Como Usar o Óleo de Jojoba nos Cabelos?
Age como Limpador
Antes de lavar os cabelos, pingue algumas gotas do óleo de jojoba em todo couro cabeludo. Massageie bem e deixe agir por 10 minutos. Lave os cabelos normalmente. O óleo ajuda a eliminar restos de sebo que ficam encapsulados nos folículos pilosos. Suas propriedades antibacterianas e anti-inflamatórias ajudam a manter o couro cabeludo limpo e saudável.

Proporciona Brilho e Maciez
O óleo ajuda a repor e manter a umidade natural do cabelo saudável, devolvendo a ele a luminosidade e brilho. Ao lavar os cabelos, separe a quantidade de condicionador e coloque 3 gotas de óleo de jojoba. Misture e passe nos fios. Em seguida, enxágue.

Estimula o Crescimento
O uso habitual do óleo de jojoba o torna um excelente remédio natural que ajudará seu cabelo a crescer de forma mais saudável. O óleo de jojoba tem a capacidade de abrir os poros, eliminando os depósitos de sebo que não deixam que as novas células capilares se multipliquem normalmente. Separe uma colher de sopa de óleo de jojoba, acrescente 2 gotas de óleo essencial de alecrim e 1 gota de óleo essencial de cedro. Passe no couro cabeludo massageando bem. Deixe agir por 10 minutos. Em seguida, lave os cabelos normalmente.

Melhora a Aparência das Pontas Ressecadas
Antes de dormir, coloque umas gotinhas nas pontinhas e massageie levemente. Repita o procedimento diariamente até melhorar.

5 Óleos Essenciais para uma Pele Jovem e Saudável


5 Óleos Essenciais para uma Pele Jovem e Saudável
5 Óleos Essenciais para uma Pele Jovem e Saudável

Usar a riqueza dos óleos essenciais para cuidar da beleza da pele é um recurso natural e eficaz para deixar a sua pele mais saudável, hidratada, vibrante e bonita.


É importante destacar que um óleo, quando essencial, está altamente concentrado. Portanto, é necessário seguir as dosagens recomendadas na embalagem, ou mistura-lo com água ou um óleo carreador para não produzir danos, em vez de benefícios. Quando bem utilizados, os óleos essenciais são alternativas baratas em relação aos tratamentos tradicionais.

Benefícios dos Óleos Essenciais para Pele
Mantêm a pele úmida, preservando assim sua elasticidade.
Fornecem luminosidade e dão um aspecto radiante.
Dão balanço, equilibram a pele.
Previnem os sinais de envelhecimento.
Melhoram a textura.
5 Óleos Essenciais para uma Pele Jovem e Saudável

Quais os melhores óleos essenciais para pele?
1. Gerânio
O óleo de gerânio é tido como eficiente na redução de manchas de envelhecimento e cicatrizes. Quando a pele envelhece, seu tom perde uniformidade. A aplicação do óleo de gerânio pode ajudar a restaurar a uniformidade do tom de pele.

Ideal para pele seca, sem vitalidade e envelhecida, seu uso melhora o tônus, a cor e o brilho natural da pele. Os antioxidantes deste óleo ajudam a melhorar a elasticidade da pele e a firmá-la, prevenindo assim o aparecimento de rugas, sinais de idade e linhas de expressão. Ele também estimula a circulação sanguínea logo abaixo da superfície da pele, o que é importante para uma pele perfeita e para sua saúde em geral.

2. Lavanda
O óleo de lavanda equilibra a oleosidade tanto da pele seca quanto da oleosa, é ótimo para pele com acne, envelhecida, psoríase ou com queimadura. Tem propriedade tônica, anti-inflamatória, adstringente e cicatrizante.

O óleo de lavanda é mais dedicado a tratar cicatrizes deixadas por espinhas ou acne. Possui propriedades antioxidantes que protegem a pele dos perigosos radicais livres, bem como dos danosos raios ultravioletas (UV).

3. Palmarosa
O óleo de palmarosa é utilizado para tratamento de peles secas, envelhecidas e flácidas. O óleo ajuda a reter a umidade nos tecidos mantendo o equilíbrio da hidratação e maciez da pele. Por isso, pode aliviar a inflamação e alguns outros sintomas de desidratação, no tratamento de dermatite, além de curar feridas e estrias na pele. Age também como clareador de manchas da pele. Restabelece o equilíbrio fisiológico da pele e tem imediata ação calmante e refrescante.


4. Patchouli
O óleo de patchouli é um regenerador de tecidos. Contém propriedades hidratantes, sendo usado em eczemas, dermatites, rugas e pele rachada. É cicatrizante e em também propriedades rejuvenescedoras.

5. Sândalo
O óleo de sândalo contém propriedade antisséptica, anti-inflamatória e adstringente. Ele acalma e hidrata a pele. Ótimo para pele com acne. Possui propriedades antibacterianas, antifúngicas e antissépticas também melhora a luminosidade do rosto. Previne o envelhecimento precoce e deixa a pele mais suave.

5 Óleos Essenciais para uma Pele Jovem e Saudável
Como Usar os Óleos Essenciais para Tratamento Facial
Massagem Facial
Escolha um óleo carreador. Os melhores para a pele são: coco, argan e rosa mosqueta.

Separe 5 ml de óleo carreador (mais ou menos uma colher de sobremesa) e adicione 2 gotas do seu óleo essencial preferido. Misture bem e passe no rosto. Massageie por alguns minutos e deixe agir por 10 minutos. Em seguida, lave o rosto.

Creme Facial
Separe 20g do seu hidratante preferido e adicione 5 gotas do seu óleo essencial preferido, misture bem.Coloque em uma embalagem escura e mantenha em lugar escuro e seco.

Máscara Facial
Faça uma pasta de argila e adicione duas gotas do seu óleo essencial preferido. Misture bem e passe no rosto com um pincel. Deixe agir por 15 minutos e em seguida enxágue bem.

Para o tratamento com óleos essenciais ser eficaz é necessário usar com frequência. Se preferir, você também pode misturar os óleos essenciais.

Óleo de Abacate


Óleo de Abacate
Óleo de Abacate

Ainda pouco utilizado no Brasil, o óleo de abacate proporciona muitos benefícios à nossa saúde. Entre eles, a prevenção de doenças do coração e da próstata, o controle da glicemia, auxiliando no tratamento do diabetes, assim como na proteção aos olhos, pele e cabelos. Além disso, reforça a imunidade e auxilia no emagrecimento.


O abacate é uma fruta rica em proteínas, vitaminas A, C e E; ácido fólico e potássio. O abacate é conhecido por ser uma fruta calórica e repleta de gorduras. No entanto, essas gorduras são boas e ajudam a controlar o nível de triglicérides e colesterol ruim.

O óleo obtido a partir do abacate é muito rico em nutrientes. A extração do óleo de abacate ocorre por meio de centrifugação dos frutos quando maduros, isto é, quando estão com consistência mole — exatamente o momento em que apresentam teores mais elevados de óleo.

Características do Óleo de Abacate
A acidez do óleo de abacate é inferior a 1%. O óleo de abacate possui em sua composição várias substâncias medicinais. Entre as mais ativas temos lecitinas, fitoesteróis (beta-sitosterol especialmente), gorduras monoinsaturadas, vitamina A e um alto teor de vitamina E (quase o dobro presente no óleo de semente de uvas). O óleo é composto também de aminoácidos, como glutamina, que tem ação antioxidante, inibindo a formação de radicais livres, que desorganizam o núcleo das células.

Óleo de Abacate

Benefícios do Óleo de Abacate
A má digestão leva à azia, quantidade anormal de gás e inchaço. O óleo de abacate possui minerais, vitaminas e ácidos graxos monoinsaturados que ajudam no bom funcionamento do aparelho digestivo.
Devido à presença de gorduras monoinsaturadas, auxilia na redução do LDL (colesterol “ruim”) e no aumento do HDL (colesterol “bom”).
Por ser rico em beta-sitoesterol, molécula semelhante ao colesterol, atua na diminuição de absorção de colesterol no intestino, além de atuar na membrana das células diminuindo a recaptação do colesterol.
A presença de beta-sitosterol colabora para a saúde do coração, equilibrando o colesterol, além de auxiliar no tratamento de hipertrofia prostática, ajudando a reduzir o risco de câncer de próstata.
A vitamina E do óleo de abacate é uma ótima substância com poder antioxidante e ajuda na prevenção de rugas e no envelhecimento precoce da pele.
Pode atuar como importante interventor vascular através da alteração das membranas de células cardíacas e renais.
O óleo de abacate também pode ser usado no tratamento de dermatite, inflamações na pele, queimaduras, acne, psoríase e na aceleração da cicatrização em geral. É um óleo comum no tratamento pós-cirúrgico, prevenindo marcas e formação de queloides.
O óleo de abacate tem as propriedades anti-inflamatórias que ajudam a aumentar o crescimento e reparação de cartilagem. Pesquisa indicam que a combinação de óleo de soja e de abacate ajudam no tratamento dos sintomas de osteoartrite da anca e do joelho.
Quando adicionado a saladas ricas em licopeno e betacaroteno (tomate e cenoura, por exemplo), potencializa a absorção dessas substâncias.
O óleo de abacate ajuda a baixar a pressão arterial. O estudo realizado em animais de laboratório mostra que o óleo de abacate modificou o nível de ácido graxo essencial em rins, regulando a pressão sanguínea.
Benefícios do Óleo de Abacate para o Homem
O óleo age reduzindo a dilatação da próstata (hiperplasia prostática), prevenindo e ajudando no tratamento do câncer de próstata. Ele faz isso através de uma ação específica sobre o fígado, inibindo a enzima 5-alpha reductase, que age reduzindo a testosterona a dihidrotestosterona (DHT). Esta queda da testosterona e sua conversão a DHT ocasiona uma série de problemas. A ligação do DHT a receptores androgênicos na próstata tende a ocasionar dilatação da próstata, queda de cabelo, problemas vasculares e possibilidade de impotência sexual.

Benefícios do Óleo de Abacate para a Mulher
Ele também age positivamente na mulher causando um efeito anti-estrogênico, diminuindo a ligação do DHT a receptores de estrógenos. Isso previne os efeitos indesejados dos níveis altos de estrógenos no corpo como o desenvolvimento de ginecomastia, retenção de líquidos e aumento do peso, especialmente nas fases da TPM.

Óleo de Abacate
Consumo do Óleo de Abacate
Uma colher de sopa por dia já é o suficiente. Se possível, divida essa quantidade pelo menos 2 vezes ao dia. (2 colheres de sobremesa não muito cheias). Cuidado para não ultrapassar essa quantidade pois o excesso do óleo pode irritar a mucosa do estômago.

Cuidados
Não é recomendado para gestantes e lactantes, pois ainda não se sabe os efeitos do beta-sitoesterol no desenvolvimento dos bebês.

Óleo de Abacate

Óleo de Abacate para Pele e Cabelos
Rejuvenesce a pele seca: A vitamina E tem quase tudo que é necessário para rejuvenescer a pele seca. Na verdade, esta é uma das substâncias mais importantes para a saúde da pele. O óleo de abacate é rico em vitamina E e é seguro para uso como tratamento diário. É também possível criar uma mistura desse óleo com outras substâncias, tais como o óleo essencial de gerânio ou óleo essencial de lavanda. As adições de tais substâncias não altera a estrutura química do óleo de abacate.
Hidratante Facial: A função mais popular do óleo de abacate é a hidratação facial. A casca da fruta contém umectantes e você pode massagear a pele facial com o lado interno desta casca para ajudá-la a manter sua condição de umidade. É melhor aplicar este tratamento antes de dormir e deixar o óleo agir no seu rosto durante a noite. Na manhã seguinte, lave o rosto normalmente.
Tratamento do couro cabeludo seco: Para este tratamento, o óleo de abacate trabalha em pleno potencial quando misturado com óleo de rícino (óleo extraído da mamona). Misture 1 colher de sopa de óleo de abacate e 1 colher de sopa de óleo de mamona. Em seguida, aqueça a mistura. Use-o para massagear sua cabeça antes de dormir e deixe durante a noite. A mistura vai penetrar através de eixo do cabelo e também fornecerá nutrientes essenciais para o couro cabeludo. Lembre-se de lavar o cabelo com shampoo pela manhã. Além de útil para o couro cabeludo seco, este tratamento pode ajudá-la a se livrar de alguns problemas de cabelo, como a caspa.
Reduz os sinais de envelhecimento da pele: Mais uma vez, a vitamina E desempenha o papel mais importante. É um poderoso antioxidante que combate os radicais livres fortemente.
Óleo de Abacate

Receita de Máscara Facial de Abacate
Você vai precisar de ¼ de abacate para fazer essa receita de máscara.

Esmague a fruta até que se torne um creme.
Acrescente uma colher de sobremesa de óleo de abacate e misture.
Com a pele limpa, aplique a mistura.
Deixe a máscara agir durante 20 minutos para permitir a sua penetração nas camadas da pele.
Em seguida enxágue o rosto com água.

Cuidados com o Corpo


Cuidados com o Corpo
Cuidados com o Corpo
Em se tratando de cuidados com a pele, normalmente pensamos em cuidados faciais. Mas a pele do resto do corpo também necessita de cuidados especiais, principalmente aquelas mais branquinhas. No verão, por exemplo, um cuidado importante é com o sol: o protetor solar é indispensável para proteção da pele.


Outro cuidado essencial é a hidratação corporal. A hidratação é um procedimento o qual se fornece substratos à pele para que esta consiga manter a água em suas camadas. Por trazer muitos benefícios à pele, pode ser usada como complemento de todos os tratamentos que promovem esfoliação: peelings, laser ou simplesmente para nutrir uma pele desvitalizada.

A hidratação é indicada para todos os tipos de pele, principalmente para peles secas e desvitalizadas. É realizada através de massagens manuais, tendo auxílio de aparelhos e máscaras nutritivas, potencializando a melhora da textura e do tônus da pele.

Uma pele hidratada apresenta um bom nível de umidade em sua camada mais superficial, o que se reflete em maciez, elasticidade e suavidade ao toque.

A hidratação corporal além de ter como objetivo repor a perda de água da pele e restabelecer o grau de hidratação, promove um relaxamento da musculatura, aliviando o estresse. Beber bastante líquido também ajuda na hidratação da pele.

Cuidados com o Corpo
Clima Frio e a Pele
O clima frio, seco, vento em excesso, mudanças bruscas de temperatura e principalmente os banhos quentes, repetidos e demorados, são os principais agentes de agressão à pele no inverno.

No inverno, a pele torna-se mais ressecada, enrugada, áspera e opaca. É o momento de reforçar os cuidados, tanto no corpo como na face. E de fazer alguns procedimentos estéticos. Aliás, cuidar da pele não é somente um qestão estética. e sim de saúde.

Nessa época, não descuide mesmo da hidratação. Além de deixar a pele cheirosa e macia, um bom creme hidrante pode ajudar a evitar o aparecimento das indesejáveis estrias, que costumam aparecer na barriga, nos seios e no quadril.

Na hora do banho use óleos corporais para evitar que a pele resseque muito. Os hidratantes de banho também são menos agressivos que sabonetes comuns.

Quer usar algo mais natural? Confira o post hidratante caseiro para pele seca.

Dicas de Hidratantes Corporais
A melhor forma de evitar que a pele resseque muito é ter uma boa ingestão de líquidos, não tomar banhos muito quentes, usar óleos vegetais na pele e também hidratantes corporais.

O que um bom banho pode fazer pelo seu bem-estar?


O que um bom banho pode fazer pelo seu bem-estar?
O que um bom banho pode fazer pelo seu bem-estar?

O banho diário é uma ótima oportunidade para recuperar sua energia. Ele ajuda a aliviar o estresse, o cansaço e as tensões do dia a dia. Além disso, o banho pode ser um momento de prazer e de cuidar de sua beleza. Basta adicionar ingredientes como esfoliante corporal, bucha vegetal, óleos corporais, sabonetes líquidos cremosos, aromas diversos e incorporar massagens. É bastante importante e prazeroso também hidratar a pele após o banho.


Banho Quente
Água muito quente prejudica a pele. Nos dias mais frios, além de deixarmos a temperatura da água mais elevada, tendemos a ficar mais tempo embaixo do chuveiro. O problema é que esses banhos — apesar de deliciosos — ressecam a pele, que já sofre com o vento e a baixa temperatura.

O banho muito quente e prolongado retira o manto hidrolipídico, a camada natural de proteção da pele feita de água e gordura, especialmente quando combinado ao uso de bucha e sabonete comum.

O ideal é que a água seja sempre morna, que o banho nunca ultrapasse 15 minutos e que se use sabonetes neutros e hidratantes.

Mas se você não abre mão do banho quente e sua pele resseca muito, experimente os conhecidos óleos para banho no corpo antes de entrar no chuveiro. Eles podem ser aplicados na pele momentos antes da chuveirada, e o excesso será retirado no banho. Após o banho, restará uma película lubrificante, com leve brilho, que permanecerá protegendo sua pele. Procure os que combinam óleos de amêndoa, avelã, macadâmia ou semente de uva.

O que um bom banho pode fazer pelo seu bem-estar?

Banho Frio
Geralmente preferimos tomar banho com água morna ou quente, pois é mais relaxante, no entanto, não é o mais recomendado, já que foi comprovado que a água fria é mais benéfica para a nossa pele e algumas funções de nosso organismo.

Ao tomar banho com água fria nosso corpo reage imediatamente, estimulando o sistema imunológico tornando-o mais forte. Ao receber este benefício nosso organismo responderá melhor contra os vírus e infecções.


Para as pessoas com problemas de circulação, a água fria é uma terapia muito efetiva, pois favorece a boa circulação sanguínea e ajuda a repartir melhor o oxigênio e nutrientes em todo o organismo.

A água fria estimula nosso organismo, ativa os sistemas e põe nosso corpo em alerta. Recomenda-se tomar um banho de água fria para começar o dia e se liberar daquela sensação de cansaço, também é recomendado para depois dos exercícios físicos.

A água fria é muito benéfica para o cabelo, já que evita a sequidão, as altas temperaturas retiram a hidratação do cabelo tornando-o feio e pouco saudável. A água fria é ideal para prevenir a caspa e queda de cabelo.

Recomendações para a hora de tomar banho com água fria
Se você não está acostumado a tomar banho com água fria é possível que seja um pouco difícil começar a ter este bom hábito. Para começar a aproveitar seus benefícios você pode ir tomando a decisão de se adaptar a água fria e por em prática com muita frequência.

A primeira recomendação será começar o banho com água morna e baixando a temperatura da água de tal modo que não a mudança não seja brusca.

Com o passar dos dias podemos passar de uma temperatura morna para uma mais fria e assim começarmos a ter este bom costume.


No inverno também se recomenda manter o bom hábito de água fria. Nesta época pode ser um pouco mais custoso manter o costume, mas é muito prudente seguir em frente. No entanto, a pessoa não deve tremer de frio ou sentir frio extremo, neste caso, o melhor é optar pela água morna no período do inverno.

O banho frio também ajuda a deixar a pele mais firme, reduz as chances de queda de cabelos e ainda acelera o metabolismo.

Outros Tipos de Banhos
Banhos hidratantes, desintoxicantes e relaxantes deixam a pele hidratada, revitalizada e renovada. Além disso, tem poderes antiestresse, de eliminar dores, promover bem-estar e, claro, de deixá-la muito mais bonita.

Banho Hidratante
Durante o banho, a pele está mais receptiva e absorve melhor as substâncias ativas. As melhores plantas para suavizar, hidratar, nutrir e limpar são: camomila, calêndula, amor-perfeito, menta, flor de sabugueiro, rosa e flor de laranjeira.

Os sabonetes devem ser bem cremosos e hidratantes, envolvendo o corpo todo em espumas perfumadas que lavam e lubrificam. Em barra ou líquidos, procure os que são ricos em silicone, óleos lubrificantes (amêndoas, avelã, germe de trigo, abacate e castanha) nutritivos e suavizantes.

O que um bom banho pode fazer pelo seu bem-estar?
Banho Desintoxicante
O banho desintoxicante favorece a dissolução e expulsão das impurezas e uma desintoxicação natural do corpo. Ele é feito através da imersão em uma combinação de ervas medicinais, e o efeito é cientificamente comprovado.


Antes de entrar na água, deve-se passar um emoliente no corpo. O banho faz com que os poros se dilatem e as ervas penetrem, movimentando os líquidos intersticiais, expulsando ácidos e xantinas, diminuindo a taxa de adrenalina e promovendo uma desintoxicação efetiva. A exata combinação das ervas, o tempo e a temperatura são criteriosos e ajustados de acordo com a pressão sanguínea — de acordo com as necessidades de cada um. O resultado pode ser visto imediatamente com a mudança do aroma e da cor da água, que às vezes se torna turva.

Além de uma melhora em todo o metabolismo, o banho traz alívio de: dores musculares, dores de cabeça, problemas circulatórios, queda de cabelo, insônia, além de auxiliar no tratamento de odores, na obtenção de melhora da textura da pele e do brilho dos olhos. Uma vez o organismo desintoxicado, a mente se torna mais clara, favorecendo a memória e a atenção.

As algas usadas são ricas em sais minerais e microelementos que hidratam, protegem, esfoliam, tonificam, rejuvenescem e estimulam a circulação. Os óleos essenciais utilizados auxiliam no equilíbrio do metabolismo e do estado emocional durante o período de regimes de emagrecimento.

Banho Relaxante
O que um bom banho pode fazer pelo seu bem-estar?

Um banho relaxante consegue desfazer o estresse do dia a dia e proporciona relaxamento e tranquilidade. As ervas combinadas, proporcionam descontração muscular, revitalizam e oferecem um sono de maior qualidade.

Um bom banho pode ser ainda mais relaxante se combinado com outros ingredientes que favorecem a pele. Uma boa dica é acompanhar o seu banho de banheira com um delicioso chá. Além da sensação reconfortante, você também poderá usufruir das capacidades terapêuticas de cada planta. A camomila, por exemplo, é indicada para relaxar.

O que um bom banho pode fazer pelo seu bem-estar?

Um banho relaxante deve incluir espumas de banho, óleos aromáticos, pétalas de flores, de preferência em uma banheira espaçosa. Os óleos essenciais que ajudam a relaxar são: lavanda, ylang ylang, olíbano e laranja.

Benefícios de tomar banho antes de dormir
Tomar um banho quente ou morno antes de ir para a cama ajuda a relaxar os músculos. Para facilitar o sono, pingue umas gotinhas de óleo essencial de lavanda no chão do box. A lavanda acalma e melhora a qualidade do sono.

Uma chuveirada antes de dormir também traz benefícios para a beleza, pois a limpeza da pele ao fim do dia protege o rosto de rugas e marcas de expressão. Usar cremes hidratantes após o banho intensifica faz com que a pele, umedecida, absorva melhor o cosmético.

Antes de dormir, um banho quente alivia dores musculares, reduz a ansiedade, ajuda a descongestionar as vias aéreas e ainda pode diminuir inchaços do corpo.

Quem prefere um banho frio também pode tirar proveito da chuveirada antes de ir pra cama, pois a água fria estimula o sistema imunológico, a produção de hormônios antidepressivos e até previne resfriados. O banho frio não necessariamente irá tirar o sono, mas para antes de dormir o mais apropriado é o banho morno a quentinho.

Além de remover a sujeira, suor, poluição e oleosidade excessiva da pele, um bom banho de chuveiro, quente ou frio, é capaz de trazer diversos benefícios para a saúde física e mental, especialmente antes de ir para a cama.

Guia Completo para o Crescimento e Fortalecimento Capilar


Guia Completo para o Crescimento e Fortalecimento Capilar
Guia Completo para o Crescimento e Fortalecimento Capilar
Olá meninas! Recebo diariamente muitos e-mails pedindo dicas para acelerar o crescimento dos cabelos ou para engrossar os fios.


Existem várias propagandas e em alguns blogs que se promete um crescimento de até 5, 6 cm por mês, mas isso não existe. Infelizmente não há nada que engrosse ou que faça seu cabelo crescer mais do que o natural. O cabelo, quando está saudável, cresce de 1 a 1,5 cm por mês. O que acontece é que, em algumas pessoas, o cabelo pode estar crescendo mais lentamente que o normal. Aí, nesses casos, você pode sim fazer várias coisas para ajudar seu cabelo a crescer normalmente de novo.

Quem frequenta o blog, sabe que há anos enfrento um problema de queda de cabelo. Com isso, já pesquisei muito sobre o assunto, e vou aqui passar algumas sugestões para melhorar o crescimento. Essas dicas valem também para melhorar a textura dos fios e ajudar no fortalecimento dos cabelos. Espero que gostem!

Alimentação Adequada
Para o cabelo nascer forte, é preciso boas doses de proteína e de gorduras boas. A proteína é muito importante para o cabelo, pois é a grande responsável pela formação dos fios.

O fio de cabelo cresce através do acúmulo de proteínas em sua base e elas são diretamente influenciadas pela nutrição. O cabelo é pura proteína e, assim como o organismo, necessita de aminoácidos, vitaminas e sais minerais. São os ingredientes que completam a nutrição dos fios para que estejam sempre bonitos e saudáveis.

Porém, mesmo que você tenha uma alimentação super variada (com frutas, legumes, grãos, fibras, proteínas, gorduras, carboidratos e alimentos antioxidantes), normalmente ainda é preciso suplementar para dar uma ajudinha nos fios. O problema é que hoje em dia, nossa alimentação é muito pobre em nutrientes; as quantidades de vitaminas e minerais são bem pequenas, pois nosso solo está muito pobre.

Guia Completo para o Crescimento e Fortalecimento Capilar
Vitaminas para o Crescimento
Vitamina A: A vitamina A promove crescimento saudável dos cabelos e impede que ele fique seco e quebradiço.
Complexo B: Todo o complexo B é importante para o crescimento dos cabelos, mas o destaque vai para a Biotina que ajuda a evitar a queda de cabelo, fortalece os fios, favorece o crescimento adequado e melhora a caspa.
Vitamina C: A vitamina C estimula a circulação sanguínea no couro cabeludo e folículos, que pode ajudar no crescimento dos cabelos.
Vitamina E: A vitamina E é um poderoso antioxidante que promove o fluxo sanguíneo saudável, que pode ajudar a manter a circulação de sangue no couro cabeludo, facilitando o crescimento.
Minerais para o Crescimento
Zinco: O zinco ajuda no equilíbrio hormonal, incluindo os níveis de DHT em seu couro cabeludo. Zinco ajuda seu corpo a produzir e reparar seu cabelo. Além disso, mantém as glândulas sebáceas em torno de seus folículos capilares funcionando como devem.
Ferro: Para nutrição do cabelo, o ferro é um importante mineral que desempenha um papel vital no ciclo de crescimento do cabelo.
Magnésio: O magnésio é extremamente importante para prevenir a calvície prematura. Este mineral também ajuda no tratamento de cabelos fragilizados quebradiços.
Enxofre: O enxofre é necessário para a formação de colágeno e é indispensável para a produção de queratina. Ajuda reduzir a oleosidade do couro cabeludo e melhora o crescimento.
Silício: O silício fortalece os cabelos, estimula a reposição de cabelos mais grossos e resistentes, melhora muito a queda capilar e fortalece o fio como um todo.
Guia Completo para o Crescimento e Fortalecimento Capilar
Massagem Capilar com Óleo Vegetal e Óleo Essencial
A massagem capilar, se feita com regularidade, ajuda muito a estimular o crescimento dos fios. Ela estimula a circulação sanguínea, o que facilita o transporte dos nutrientes até o fio, fazendo com que ele fique mais saudável, forte e cresça mais rápido. O ideal é fazer as massagens com óleos vegetais e óleos essenciais para ter um melhor resultado:


Os melhores óleos vegetais para os cabelos são: óleo de coco, óleo de jojoba, óleo de rícino e óleo de abacate.

Os óleos essenciais são muito benéficos para os cabelos, e os mais eficientes nesse caso são: óleo essencial de alecrim, hortelã, cedro, ylang ylang e lavanda.

Para fazer a massagem capilar utilize 1 colher de sopa (10 ml) de óleo vegetal e 5 gotas de óleo essencial. misture e passe no couro cabeludo fazendo massagens suaves e circulares. Deixe agir por uma hora e em seguida lave os cabelos normalmente com shampoo e condicionador.

Loções Capilares
As loções capilares são nutritivas e ajudam no fortalecimento do couro cabeludo. Algumas loções estimulam o fluxo sanguíneo e, dessa forma, ajudam no crescimento dos cabelos. Um exemplo de loção capilar que ajuda no crescimento e fortalecimento, e muita gente gosta é a Rapunzel Tônico do Crescimento Lola Cosmetics.

Limpeza do Couro Cabeludo
Guia Completo para o Crescimento e Fortalecimento Capilar
A limpeza do couro cabeludo é fundamental para que ele cresça saudável. Oleosidade e sujeira podem causar inflamações no couro cabeludo e obstruir o folículo piloso, impedindo o crescimento normal dos fios. A oleosidade do couro cabeludo é um veneno: cria fungos que acabam com as madeixas e impedem os fios de crescerem. O excesso de óleo age como uma camada protetora, impedindo os aminoácidos de chegarem à raiz do cabelo.

Fazer um detox no couro cabeludo também é muito importante para fazer uma limpeza profunda no couro e nos fios. O uso da argila nos cabelos também é bem interessante.


Caspa
A caspa é outro agente que diminui o crescimento e é um sinal de que há algo errado com o seu couro cabeludo. A produção sebácea em excesso pode prejudicar o crescimento normal do cabelo. Existem vários shampoos para caspa e tratamentos adequados que podem resolver o problema.

Plantas e Ervas que Ajudam no Crescimento
Guia Completo para o Crescimento e Fortalecimento Capilar
As plantas também podem ajudar no crescimento dos fios. Elas contêm vitaminas, minerais e antioxidantes que ajudam no fortalecimento dos cabelos. As principais para os cabelos são: aloe vera, alecrim, jaborandi, hortelã e bardana. Saiba mais em Plantas para Fortalecer Seus Cabelos.

Estimulantes que Ajudam no Crescimento
Esses estimulantes normalmente são incluídos nas loções capilares que o médico manda manipular.

Capsilium (pimenta): Possui ação estimulante e nutritiva, atua no fortalecimento dos fios.

Fatores de crescimento (IGF,BFGF,AFGF,VEGF): Fatores de crescimento são peptídeos de natureza proteica, mediadores naturais que atuam sobre o processo de reparo e regeneração. Eles ajudam na formação de novos folículos capilares e são essenciais para o crescimento e permanência do novo fio de cabelo (raiz fortificada).

Prostaquinon: Diminui a inflamação do couro cabeludo, reduzindo a queda capilar e promovendo aumento da espessura e densidade do fio.


Sfíngoni: Ajuda a diminuir a queda de cabelo. Colabora na melhora da saúde e qualidade geral do couro cabeludo, reequilibra o ciclo de vida do cabelo, melhorando o crescimento dos fios.

Cafeína: A cafeína pode impulsionar o crescimento dos cabelos e prolongar seu ciclo de vida. Ela é responsável por bloquear os efeitos do hormônio DHT, que age dentro dos folículos capilares desencadeando a morte das células que produzem os fios.

Guia Completo para o Crescimento e Fortalecimento Capilar
Hidratação Capilar
Para o cabelo crescer adequadamente, além do couro cabeludo, os fios também precisam estar saudáveis. Pontas duplas, danificadas e ressecadas prejudicam o crescimento do fio. Por isso vale investir em boas hidratações capilares para manter os cabelos hidratados, bonitos e saudáveis.

Outros Problemas de Saúde
Certifique-se de que todos os problemas de saúde que você pode ter não estejam contribuindo para um crescimento atrofiado. Em homens e mulheres, uma série de problemas médicos pode causar a desaceleração da produção de folículos pilosos. Tratar estas questões médicas, em alguns casos, faz com que a produção de folículos se normalize.

Verifique se há infecções no couro cabeludo. Infecções causadas pela foliculite bacteriana (um tipo de micose) podem danificar a área do couro cabeludo, impedindo que os folículos cresçam de forma saudável.

Se você acha que pode ter uma infecção no couro cabeludo (e não simplesmente caspa), fale com o seu médico sobre os medicamentos tópicos e antifúngicos que podem ser usados antes de discutir tratamentos do crescimento do cabelo. Na maioria dos casos, uma vez que a infecção tenha sido curada, o crescimento normal do cabelo retorna.

Então, gostou das dicas? Tenho certeza que, salvo algum outro problema de saúde, certamente essas dicas te ajudarão para um crescimento saudável dos cabelos!